segunda, 19 agosto 2013 13:43

Sector de Águas contínuo em processo de transformação

Subsectoraguas
O secretário de Estado das Águas, Luís Filipe da Silva, disse, nesta terça-feira, dia 13 de Agosto em Luanda, que esse sector, em Angola, encontra-se num processo de transformação, tendo sido definidos objectivos e linhas de orientação estratégicas e programas.
 
Segundo o responsável, que discursava na apresentação do Boletim Sectorial sobre o Estado dos Sistemas de Águas no país, a estratégia de desenvolvimento a longo prazo,até 2025, preconiza objectivos claros para desenvolvimento humano em Angola, aos quais se associam, naturalmente, um conjunto de desafios para o sector das águas.
 
Ressaltou que o programa do Governo para o período 2012-2016, relativamente ao sector estabelece, como missão, agir no sentido de proporcionar à população acesso à água potável nas áreas urbanas e rurais, bem como o acesso a água para as actividades económicas
 
Frisou que para o efeito, impõe-se um programa de investimento e o estabelecimento de metas visando a ampliação da taxa de cobertura, com impactos socioeconómicos positivos.
 
Acrescentou que este programa terá repercussão directa no cumprimento dos compromissos nacionais e internacionais com vista a se alcançarem os objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) relacionados com o sector de água e saneamento.
 
Salientou que fazendo parte da estratégia de desenvolvimento nacional, constitui uma das prioridades do Executivo a reabilitação e expansão dos sistemas de abastecimento de
água, em parte destruídos durante a guerra.
 
“Tendo em vista o cumprimento das metas nacionais estabelecidas e dos objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM7 Meio Ambiente Sustentável) que propõem reduzir até 2015, para metade, o número de pessoas sem acesso sustentado ao saneamento básico e água potável”, disse).
 
Para além dos funcionários do Ministério de Energia e Águas, participaram do acto, representantes da União Europeia e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF)
 
Para o desenvolvimento desta acção, contou-se com o apoio da União Europeia (UE) que em 2006 assinou um acordo com o UNICEF, tendo sido preparado um plano de implementação e estabelecimento da Direcção Nacional de Águas do Ministério de Energia e Águas, uma unidade técnica de coordenação, acompanhamento e supervisão.
 
Os participantes debateram os temas “Introdução e Considerações Gerais sobre o SISAS”, “Apresentação do Boletim Sectorial”, “Apresentação do Ponto de Situação do SISAS”, “Apresentação do SISAS provincial (DPEA's)”, “Trabalho em Grupo” e “Apresentação dos Trabalhos de Grupo”
 
Fonte: Centro de Documentação e Informação do Ministério da Energia e Águas - CDI - MINEA